Relembrando: Vasca

O termo vasca é utilizado para falar da ânsia que precede os últimos momentos. Significa agonia, um momento extremo. Limite. É a palavra perfeita para tentar traduzir o que a ansiedade representa na vida de uma pessoa.
Este poema é o complemento de outros dois poemas que publiquei aqui e aqui, que representam o que é viver com um transtorno do humor.
Seguimos firmes, forte e sempre em frente.

Vasca
Foto: Raquel Núbia – Ouro Preto/MG

Vasca*

O sofrer da impaciência,
que aflige o pensamento.
Apreensão. Inquietude,
que acompanha a todo tempo.

Aflição e agonia.
Tormento e estertor.
É o mal da mente em chamas,
que se tortura com o calor.

Desassossego do poeta
que, no caos, encontra a rima.
Angústia e apreensão.
Ladrão de autoestima.

Receio, estresse, vasca.
O corpo em ebulição.
Escravo do futuro,
Com o presente em sua mão.

Contido ou generalizado,
o transtorno de ser perfeito.
É o remédio que mata
de efeito contrafeito.

Aspiração, avidez.
Esse inimigo interno.
Sofreguidão que acompanha,
até o descansar eterno.

IMG_1542.JPG
Foto: Raquel Núbia – Ouro Preto/MG

Raquel Núbia
*Vasca: Ânsia que precede os últimos momentos. Agonia. Momento extremo. Limite.