Breve

Fica aqui do meu lado,
Assim,
Sem precisar falar nada.
É tarde demais para pensar em escapar.
Nossos corações já nos armaram uma cilada.

Raquel Núbia

IMG_20171102_012048
Foto: Raquel Núbia
Anúncios

Inconstância x Incoerência

Quantas pessoas cabem dentro da gente?
Quantas versões de nós mesmos podemos ser?
Quantas vezes ainda vamos mudar de ideia?
Quantas vezes ainda vamos nos surpreender?

Que se afaste de mim o desejo de me manter sempre na normalidade, estagnada, sem jamais passar por nenhuma alteração! A cada vez que o novo se apresenta, há uma nova chance de aprendizado, de amadurecimento e de mudança. E a cada vez que a repetição se apresenta, há uma chance de olhar de novo com um outro olhar… Reparar em detalhes que não havíamos percebido antes.
A mudança, às vezes, causa medo, mas até mesmo o enfrentar desse medo nos modifica. Acreditar que somos imutáveis é desacreditar na natureza humana. Jamais hei de pedir, exigir ou crer que as pessoas não mudam. Que sejam mudanças positivas ou negativas, elas acontecem.

Mas, cabe aqui um parêntese ou um parágrafo.

Mudança não implica em incoerência.
Ser incoerente é perder a harmonia entre os fatos e as ideias.
Posso deixar de gostar de lilás e me apaixonar pelo verde! Mas não posso amar o verde e reclamar da cor das florestas!

Mude sempre que quiser!
Mas mantenha a coerência nas suas escolhas, principalmente na relação entre o que você diz e o que faz, ainda que ninguém veja.
Faz bem ser singular e muitas vezes contraditório, mas não se perca no caminho – seja fiel a você mesma.

Raquel Núbia

IMG_20161022_181312588_HDR-COLLAGE
Foto: Raquel Núbia

Imprensa

Aí você está olhando as notícias sobre seu blog nos jornais da sua cidade e descobre uma matéria de meses atrás que ainda não tinha visto… No post original, que você pode ler aqui, conto sobre a minha participação em um evento realizado no final do ano passado dedicado ao desenvolvimento literário e cultural nas escolas públicas da cidade. Se você ainda não viu, basta clicar para ver fotos do evento e o vídeo da minha participação, onde recitei uma das minhas poesias.

E a matéria que encontrei você pode ler aqui.

img_20161022_220930
Foto: Leandro Oliveira

Abraços,

Raquel Núbia

Alegria

Não conheço o que te move
Mas sei quem você é.
Vejo os seus sinais.

Eu não te detenho.
Sei como me esconder.
Mas me tira a paz.

Eu não me aproximo.
Confesso um segredo,
Quero que apareça.

Espero a surpresa
De uma visita
Que um dia aconteça.

Assim, frente a frente
Ou pouco distante,
Talvez, eu sorria.

E nesse sorriso,
Escondo que penso
Em seu nome: alegria

Alegria

Raquel Núbia

Inesperado

E quando o silêncio fala mais alto do que as palavras?
Às vezes é somente ele que pode traduzir o que sentimos e às vezes é o nosso maior aliado.
E quando as palavras simplesmente fogem e até nossos pensamentos nos traem?
Às vezes nos surpreendemos com nossa capacidade de ignorar alguém ou algo e simplesmente seguir em frente.
E quando percebemos que nosso espelho perfeito se quebrou em mil pedaços e nunca mais será tão belo?

Inesperado.jpg
Talvez seja uma oportunidade de olhar para nós mesmos sem precisar da segurança do outro.
E quando as palavras que escutamos soam vazias?
Talvez seja porque abrimos nossos ouvidos para o que realmente importa.
E quando não sentimos nada quando deveríamos sentir tudo?
Com certeza é porque demos um passo a frente e deixamos o que passou no passado sem carregar restos e deixar rastros.

Raquel Núbia