Rima

Eu prefiro escrever
encontrando combinação.
Entre os versos e palavras,
quase como uma canção.

A poesia sem rima
não supre a necessidade,
De expressar os sentimento
Se não há finalidade.

E nessa busca por sentido,
Posso me estender sem me notar.
Construindo poesias gigantes,
por não querer me limitar.

Com a melodia que se forma,
o conteúdo vai se apresentando.
E quem lê, desfruta de tudo,
Enquanto fala, quase cantando.

Qual o tamanho do exercício,
que uma mente deve precisar,
para encontrar palavras certas
pelo prazer de rimar?

Se alguém possui o coração pequeno,
talvez tomado pela tristeza,
Que cuide para que não perca o olhar
para a arte pura e sua beleza.

Que continuem produzindo sentimentos,
Aqueles que, por rimar, não tem necessidade.
pois o que importa será sempre o conteúdo,
e que esse seja sempre de verdade.

Raquel Núbia

IMG_20171012_231803-01
Raquel Núbia. Foto: Leandro Oliveira – Rio das Ostras/RJ

Inspiração

O vento soprando.
Uma folha no chão.
Uma voz falando.
O coração.

Música tocando.
Lembrança esquecida.
Alguém passando.
A vida.

O amor sentido.
A raiva guardada.
O momento vivido.
A chance passada.

A alegria no peito.
A lamúria da alma.
O poema perfeito,
Vindo da calma.

Letras combinadas.
Mensagens escondidas.
Frases embaralhadas.
Pessoas queridas.

Tudo ao redor.
Tudo o que o olho vê.
Necessidade maior.
Prazer.

A escrita do dia.
Constante pulsação.
Real ou fantasia.
Inspiração.

Sem fim.

img_1276
Foto: Raquel Núbia – Alto Caparaó/MG

Raquel Núbia

Conselhos

Falar é fácil. Damos conselhos aos outros o tempo todo, até para aqueles que não nos pedem. Sempre temos uma opinião pronta, uma dica, uma palavra de incentivo. Nos momentos difíceis sabemos exatamente como agir até que tom de voz usar. Há sempre uma solução. O problema é quando a questão é com a gente… Aí tudo muda de figura e tudo o que nos dizem não faz sentido, mesmo que seja o que nós costumamos dizer aos outros. As orientações que sempre pareceram tão eficazes não tem efeito nenhum e parece que nada funciona. Ingrata mania que temos de consolar os outros com palavras vazias que só percebemos que são assim quando nós mesmos ouvimos.E se ouvir não funciona, o que mais nos resta a fazer?

Conselhos
Imagem: favim.com

Raquel Núbia