Renovação!

Aproveito o clima de renovação do fim de ano para apresentar o novo layout do meu blog literário, Verba Volant.
Para o próximo ano planejo manter as postagens literárias, que é o foco principal do site, mas penso em ampliar um pouco o conteúdo com a inserção de uma #coluna sobre saúde mental onde quero compartilhar um pouco das minhas experiências como profissional e como paciente, utilizando os recursos literários para abordar o tema com leveza e propriedade.
O que acham?
A mudança do layout deste meu espaço era um desejo de meses… E fico imensamente feliz em ver sua concretização.
Caso tenham alguma sugestão, deixem nos comentários ou entrem em contato comigo.
Deixo ainda o link para a fanpage do Blog no facebook e no menu ao lado, está o link para o meu perfil no Instagram, onde também compartilho meu conteúdo além de vários outros.

Boas festas a todos vocês que tem me acompanhado! Seguiremos juntos!

Imagem1
Raquel Núbia. Foto: Leandro Olvieira – Barra de São João/RJ
Anúncios

Vida que segue

Sabe o que é mais lindo nessa vida?
Ela continua…
Independente da nossa vontade, alheio aos nossos desejos, ela continua.
Ela é autossuficiente para tomar as próprias decisões, seguir o próprio curso e, por mais que que a gente se veja encurralado em algum momento, quase ninguém fica encurralado pra sempre, porque a vida segue o rumo e o que antes era rua sem saída, vira recomeço num piscar de olhos.
Nesse exato momento eu estou sorrindo por dentro, simplesmente por conseguir compreender isso tudo. Simplesmente por ter provas a cada momento de que não importa como termine o dia, outro dia virá, para o bem ou para o mal, a vida continuará.
Com ou sem as pessoas que nos cercaram um dia, felizes ou tristes, aqui ou não, ela continuará.
E presenciar essa renovação de ciclos é um acalento, um sinal de que não precisamos mesmo provar nada pra ninguém, a vida se encarrega disso naturalmente.

alto-caparao-13
Raquel Núbia. Foto: Leandro Oliveira – Alto Caparaó/MG

Raquel Núbia

Noites de domingo

Ninguém gosta de noites de domingo…
Pergunte a quem quer que seja todos responderão o mesmo.
Sendo o início de uma nova semana, não era para pensarmos em recomeço? Em novas oportunidades de fazer o que ainda não fizemos e, quem sabe, concertar o que fizemos de errado?
Mas não é assim.
Porque junto com a noite aparecem também as angústias das obrigações do dia a dia, dos afazeres que por vezes procrastinamos por motivos vários… junto com a noite vem a sensação de estarmos reiniciando um ciclo que parece não acabar nunca, onde corremos, corremos mas não saímos do lugar… onde não chegamos a lugar algum.
Talvez, as noites de domingo apenas deixem aflorar o que repreendemos durante todos os dias e noites do restante da semana, simplesmente por estarmos ocupados demais com tudo o que nos é exigido, com tudo o que exigimos de nós mesmos.
A correria da semana, muitas vezes nos impede de pensar claramente, e até mesmo de reavaliar o que temos feito dos nossos dias e qual a importância das nossas “realizações”, acredito até que culpar a correria é um dos artifícios que usamos para não olharmos para nós mesmos afinal, quem gosta de enfrentar a realidade daqueles pensamentos que aparecem sorrateiramente nas noites de domingo?
Fazer essa leitura de quem somos não é uma obrigação, se olharmos a nossa volta, veremos que muitas pessoas vivem seus dias em paz, gozando de um ignorância que os protege desses questionamentos e por consequência, da necessidade de se repensar. Não é difícil reconhecer essas pessoas, geralmente são elas que se ocupam dos detalhes mais fúteis e triviais de nossas rotinas, são aquelas que quando cruzam nosso caminho não tem muito que acrescentar, e por vezes deslocam suas angústias, direcionando suas frustrações nos outros…
Já as pessoas que não gostam das noites de domingo, não são tão fáceis de identificar… Por serem diferentes, e por isso conscientes do que não satisfaz em suas vidas, sabem que esses medos e essas angústias não são bem aceitas na sociedade em que vivemos. Dessa maneira se escondem sob uma de suas máscaras sociais mostrando ao mundo somente o que ele quer ver e deixam para “encarar” a outra face de si mesmo, em uma outra noite de domingo.

tumblr_m839yekHVi1rwadzdo1_500

Raquel Núbia