Sobre o cultivo dos sentimentos

Definitivamente eu acredito que o pior sentimento que alguém com quem você se importa pode sentir por você é a indiferença. Aquele sentimento morno, do tanto faz, onde se arruma justificativa para a ausência e para todos os erros torpes e onde nunca há um desejo real. A falta da questão da presença, da companhia e o pior, o costume com tudo isso… O costume com a presença, o costume com a companhia e com a falta dela.
Sempre digo que o tempo rouba muita coisa da gente. Rouba o encantamento, a curiosidade pelas coisas e pelas pessoas e é uma escolha, um esforço diário manter tudo isso seja pelo que for, amigos, trabalho, relacionamentos… É sempre uma escolha e quando escolhemos não fazê-la ou quando nos omitimos, abrimos caminho para outras escolhas.
Esse tanto faz adormece o sentimento no outro, pois todo sentimento deve ser cultivado.
Obviamente há tempo e hora pra tudo. Tempo para se estar com amigos, tempo para se estar acompanhado, tempo para se estar sozinho… O que não há é tempo a perder quando se trata de demonstrar ao outro o que ele significa pra gente.
O reconhecimento é importante. Dizer e demonstrar o que se pensa ser óbvio também é. Nunca podemos estar tão certos do que o outro sente pela gente ou do que sentimos pelo outro a ponto de deixar subentendido.
Não são necessárias grandes demonstrações… Valem mais os gestos contínuos que reforçam que estamos ali, que admiramos, sentimos falta. Que mostram que a presença faz diferença e que a ausência é sentida.
Que coisa mais triste se sentir invisível, se sentir o “tanto faz”… Sentimentos não mudam de uma hora pra outra, eles agonizam e se transformam aos poucos. Então se você sente algo, mostre e se não sente mais nada, liberte e deixe ir.

Raquel Núbia 

62BC0C10-714A-4560-9E77-7A165227C8CC.jpeg
Foto: Raquel Núbia. Cataguases/MG
Anúncios

Mystery Blogger Award – Fui indicada!

O ‘Mystery Blogger Award’ é um prêmio para blogueiros “que cativam, inspiram e motivam através de suas postagens criativas. São reconhecidos pela intensa dedicação em criar com versatilidade e amor o que escrevem”.
Sendo esta a definição desse “prêmio”, eu não poderia estar mais satisfeita com a indicação que recebi da querida Alda M. S. Santos e que você pode verificar direto no Blog dela, Vida, intensa vida!
Para dar prosseguimento ao prêmio, é necessário seguir as regras abaixo:

1. Colocar o logo/imagem do prêmio no seu blog;
2. Listar as regras;
3. Agradecer a quem o nomeou e fornecer um link para seu blog;
4. Mencionar o criador do prêmio;
5. Conte a seus leitores três coisas sobre você;
6. Nomeie até dez pessoas;
7. Notificar os seus indicados comentando no seu blog;
8. Peça a seus candidatos que respondam cinco questões de sua escolha, perguntas estranhas ou engraçadas;
9. Compartilhe um link para sua melhor postagem.

Os itens 1,2,3, 4 e 7 já foram atendidos, vamos ao próximo:

– Contar três coisas sobre mim (item 5);
1. Faz alguns anos que sou muito fã de heavy metal e hard rock, mas nem sempre foi assim. Quando eu era adolescente meus artistas favoritos eram os Backstreet Boys! Eu tinha paixão pelo grupo, colecionava recortes de revistas, posters e tudo o que conseguia sobre os rapazes. Meu favorito era o Nick e depois o AJ.
Essa paixão me rendeu o investimento em 4 CD’s originais, que na época eram caríssimos… Hoje ainda tenho os CD’s e a coletânia completa no meu notebook e escuto as músicas de vez em quando, inclusive quando viajo, sempre tem BSB na playlist.

2. Desde criança eu sempre tive gatos, sou perdidamente apaixonada por qualquer bichano! Atualmente não tenho nenhum 😦 mas tenho uma amiga que tem vários, incluindo o Théo, que é um persa branco maravilhoso e super carinhoso que chamo de Príncipe. Para diminuir a falta que sinto da gatinha que costumava ter, essa minha amiga me “empresta” o Príncipe vez ou outra e sempre me manda fotos dele me marcando como “tia Raquel” ❤ é muito amor.

3. Faz dois anos que meu médico me receitou o uso de óculos para todos os momentos em que eu estiver em frente a alguma tela, seja de computador, celular ou televisão. Desde então, eu devo ter usado esse óculos menos de dois meses… Mas agora, em apoio ao meu namorado, que também está usando óculos, estou tentando usá-lo da forma correta e uma amostra do meu empenho é que no momento em que escrevo este post, meu óculos estão lindamente apoiados sobre o meu nariz 😉

– Nomear até dez pessoas (item 6);
Depressão com poesia
Por que não?
Lithium

– Cinco perguntas que a Alda pediu que eu respondesse (item 8 – parte 1);
1- Mar, lago ou rio?
Definitivamente, mar.

2- Qual a razão de sua existência?
Por mais piegas que possa parecer, a razão da minha existência é o amor. O amor pelos meus pais, o amor pelos meus irmãos, pelo meu companheiro, pela minha carreira, pela escrita… Acho que seria muito difícil existir sem amar.

3- Qual a característica que mais amaria encontrar numa pessoa?
Lealdade. Certamente uma característica que está em falta atualmente…

4- Se tivesse que salvar uma única pessoa no mundo, exceto a si mesmo, quem você salvaria?
Minha mãe, com certeza!

5- Amar é…
“O que te faz sorrir quando você está cansado” (resposta de Terry, um aluno de 4 anos ao ser questionado sobre “o que é amor?”)

– Cinco perguntas que meus indicados devem responder (item 8 – parte 2);
1. Qual o maior mico que você já pagou?
2. Qual música você ouvia e hoje não suporta mais?
3. O que faz você sentir vergonha alheia?
4. Qual característica sua mais surpreende as pessoas quando elas te conhecem pessoalmente?
5. Pense na última pessoa que você excluiu/bloqueou do Facebook. Por que você a excluiu/bloqueou?

– Compartilhar um link para minha melhor postagem (item 9);
Mais difícil de todas! Acredito que minha melhor postagem ainda está por vir… Impossível escolher. Mas para não deixar esse item em branco, vou compartilhar aqui o post que teve mais visualizações no mês de Junho até o momento, a crônica “Dos motivos errados” que você pode ler na íntegra, aqui.

Grande abraço!

Raquel Núbia

mystery-blogger-award