Olhos Pequenos

Lendo meus cadernos antigos encontrei algumas produções e vou compartilha-las aqui nos próximos dias, começando com essa poesia de 2004. Curioso ver como a forma de escrever mudou… Nem melhor, nem pior, apenas diferente. Espero que gostem!

“Olhos pequenos

São pequenos os olhos que me olham.
São suaves as mãos que acariciam.
Presente intenso,
amor do dia.
Ao lado certo.
Nesses olhos de anjo,
refletem a beleza de um alguém
que sabe olhar com distinção
e ternura
ao mesmo tempo que olha
amando e com calor.
Envolve nos braços
um mundo de sentimentos
que confundem a cabeça e a alma.
Induz a pensamentos
coloca caminhos e imagens
perto de onde tudo se perde.
Causa sentimentos Inversos.
Faz brotar a fúria
banhada no ciúme,
tomada pela dor de ficar longe,
de sentir a dor de perder
todo o encanto pra outra…
São pequenos os olhos que me olham,
olhos que me mostram o mundo
mas que cercam o tudo
e é um prazer só meu
te ter, uma anjo ao meu lado.

Raquel Núbia

WP_20150405_014
Foto: Raquel Núbia
Anúncios

E…

E aí me aconteceu você,
Coisa mais linda de se acontecer…
E aí me aconteceu a gente,
E todas as coisas que a gente sente…

E agora não se passa um momento,
Sem você grudado no meu pensamento…
E eu já nem me importo mais,
Se você estiver comigo, o resto tanto faz…

E aí que a culpa é sua,
Mas parte da culpa é minha também…
Por tentar ser o que você espera,
Por me deixar te querer tão bem…

E aí que eu descobri,
Que a felicidade ainda é possível…
Que existem momentos cinzas,
Mas que a vida pode ser incrível…

E aí que olho nos seus olhos,
E sinto que te amo tanto…
E aí que você é a cor,
Pra tudo o que eu tenho de preto e branco…

aesthetic-black-blue-city-Favim.com-5004547
Imagem: favim.com

Raquel Núbia