Hoje acordei

Hoje acordei no tempo errado…
querendo ter nascido no século passado.
Onde os dias me parecem mais brilhantes,
Onde o tempo correria ao meu lado.

Hoje eu acordei sem céu azul,
Me sentindo uma pessoa tão comum…
No pensamento meus sonhos tão distantes,
E dentre eles houve espaço pra mais um.

Um sonho onde o tempo fica frio,
Mas não carrega o ar sombrio
que hoje enfrento tão presente.

Onde em uma fotografia desbotada,
eu teria ali guardada,
essa memória tão pungente.

Hoje acordei

Imaginando que no século seguinte,
eu estaria com requinte
ocupando meu lugar.

Onde as manhãs fossem mais claras,
as pessoas fossem raras,
não se importando em se importar.

Hoje eu acordei no tempo errado,
caminhei de lado a lado
tentando me convencer…

De que hoje é o momento certo
pra fazer chegar mais perto,
a pessoa que quero ser.

Raquel Núbia

Anúncios

Positividade

Positividade
Hoje tá fácil.
Quanto ao amanhã eu não sei e não vou perder meu hoje me preocupando.
O que sei é do hoje e hoje tá tudo bem.
Já tô com aquela sensação de céu azul. Tô querendo sentir o cheiro do sal e abrir meus pulmões sujando o pé na areia.
Se eu pudesse partia agora pra esse lugar, mas tudo bem não poder.
Daqui a pouco chega a hora e enquanto isso eu vou esperando… Mas não esperando esperando e sim esperando vivendo e querendo viver de uma forma melhor, menos sofrida e mais feliz no melhor que posso.
Eu tô é querendo ler Paulo Coelho…
Querendo me sentir inspirada.
Colorir o que ainda está em brando e escrever o que ainda está só no pensamento.
Se der tempo, no meio de tudo isso, ainda me enrolo no edredom pra cochilar assistindo a um filme que até então eu nem sabia que existia.
E querer mais o que?
Eu enrolei a culpa e a cobrança em um trapo velho e amarrei dentro de um saco de pano.
Pra que tudo isso se não há motivo?
Pra que tanto pensamento vagando nessa cabeça?
Pois tratem de se quietar porque por mais que eu não tenha controle do que se passa lá fora, quem manda aqui dentro sou eu.

Raquel Núbia

Pressa

today is lifeSempre tive a sensação de que a vida acontecia fora de mim. De que tudo ocorre nos lugares onde não estou, com pessoas que não conheço, em lugares que nunca vi. Sinto constantemente que perco tempo. Que a vida passa sem que eu me dê conta.
Foi tão longo e penoso o período que vivi no escuro que hoje me sinto viciada na luz e não quero deixar que a vida passe pelos meus olhos, não quero apenas observa-la.
Não!
Eu quero tocá-la, senti-la, cheirá-la! Eu quero come-la inteira! Eu quero tudo! E agora eu sinto que devo querer! Eu sinto que posso! Então, como abrir os ouvidos e aquietar o peito quando me dizem que “pra tudo tem hora”?
Minha hora é agora!
Não sei até quando meus ouvidos terão o som de uma risada e a cor de um sorriso… Como posso dizer até quando as manhãs serão recomeços e não castigos? Quem vai me assegurar de que viver o presente continuará me parecendo uma dádiva e não uma punição? Quem?
Tenho aprendido tanto nos últimos meses que me surpreendo a cada dia com novos pensamentos e, principalmente, novas atitudes. Dando pra vida aquilo que eu quero receber dela.
Por que então parar? Por que manter essa energia voltada apenas para um local quando eu sinto que devo espalhar tudo por aí?
Hoje eu sei o significado da frase que diz que um dia as coisas melhoram, que a dor não dura pra sempre. A vida pulsa no meu peito AGORA. Que sentido há em esperar pra viver o agora depois?
A vida é hoje!
E hoje o que eu preciso é viver.

beautiful-flower-flowers-nature-Favim.com-1729582
Imagem: favim.com

Raquel Núbia