Onde esconderam a felicidade

O que fazer quando os dias se tornam silenciosos?
Quando não há mais planos nem vontades?
Quando falta voz, ou melhor, quando desaprendemos a falar?
De repente, paramos de nos encaixar e seguimos apenas… Senão, seguimos apenas para nos encaixar… Onde foi que esconderam a felicidade?

Light-Painting-Design-Fotos-21
Raquel Núbia

A cada dia que passa

Andam dizendo por aí que eu tenho medo de ser feliz… que apesar de correr feito louca atrás da felicidade e fazer de tudo para alcança-la, tenho medo dela. Talvez sim… Mas não creio que essa seja a questão central… a verdade é que acredito que a felicidade existe sim, e que depende de ninguém mais do que de mim para existir na minha vida… mas da mesma forma que acredito nisso… tenho cravadas em mim experiências que me dizem que também existem pessoas que nos cercam somente esperando o momento do sorriso de vitória para, num movimento sorrateiro, devolver o sentimento de derrota… Eu ainda continuo sem entender o motivo que leva uma pessoa a mal querer tanto outra… a ser tão maquiavélica com as palavras…

E preciso pensar sobre isso, para criar formas de driblar esses golpes que inevitavelmente irão aparecer, preciso pensar sobre isso para identificar o quanto tenho contribuído para que se comportem assim comigo.

Carrego comigo a certeza de que tudo o que eu podia fazer para alcançar o que desejo, eu fiz. Da melhor e mais honesta maneira que pude fazer… e hoje vejo que não há mais ações que dependem de mim, a não ser cuidar a todo tempo para meus medos não me vençam. Entretanto esse sentimento de “minha parte eu fiz” não é reconfortante de maneira alguma, porque traz uma sensação de  impotência frente à espera.

Tenho aprendido o quanto é quase impossível confiar nas pessoas… o quanto é difícil confiar mesmo em quem gostamos, não porque não acreditamos nelas, mas sim porque é tanta informação que chega ao mesmo tempo, de tantos lados que não há tempo de processar as verdades e mentiras dos amigos, e as verdades e mentiras dos inimigos… Ao mesmo tempo, tudo o que tenho feito é confiar… por um simples e um principal motivo, porque não me resta outra saída e porque amo acima de tudo.

IMG_20150812_171203514_HDR

Raquel Núbia

Felicidade, o que é?

E o que é a felicidade senão esse sentimento de inesperado cercando cada momento do dia?
O que é felicidade senão essa sensação de que, apesar de correr sem controle o mundo pára quando estamos juntos?
O que é felicidade senão o conforto dos seus braços depois da espera e da distância?
Toda a angústia traz no final o gozo de deixá-la ir embora… de deixá-la longe quando você está perto.
Todos os medos são porto seguro, quando você me abraça;
Todas as lágrimas tem doce sabor, quando quem acaricia meu rosto é você;
Todas as tristezas tem recompensa na alegria, quando acordo a noite e o rosto que eu vejo é o seu.
Toda a sensação de vazio é preenchida quando ouço o som da sua risada;
Todo sentimento de abandono é suprido quando os braços que me protegem são os seus;
Toda tortura da espera é prazer, quando é seu corpo que toma conta do meu.
Toda dúvida que tenho desaparece quando vejo nos seus olhos o brilho muito mais intenso que eles tem quando você está comigo.
E se não for isso a felicidade pouco me importa…
Porque “felicidade” é o nome que dei à sorte de poder ter você do meu lado.

789654
Raquel Núbia

Seguindo

images (2)

Mais uma vez não sei ao certo (nem ao errado) o que tô aprontando da minha vida. Acho que me acostumei a ser assim, desse jeito, perfeitamente inconstante, realisticamente sonhadora, excitantemente preguiçosa.
Por tantas, tantas vezes desejei ser diferente, ou melhor, ser apenas igual. E por tantas, tantas vezes o que foi comum pra mim foi justamente a diferença.
Desde que me lembro sempre fui assim.
De querer casa, querer silêncio, me acostumando com os momentos variados de ficar só.
E, desde que me lembro, isso sempre criou um lugar só meu.
Eu não sei seguir esse maldito contrato social e sou sempre empurrada (por mim mesmo) pra esse canto onde quase ninguém vai.
Não me entenda mal. Porque eu não me entendi. Não somos únicos. Não somos especiais (eu não sou, você que lê também não é – não se engane), não penso nisso. Mas se não falar por mim, quem falar?
Às vezes me questionou se todo mundo se sente assim…
Essa inquietação de sensação de fora do lugar, esse embaralho constante não só de palavras, mas de pensamento e comportamento.
Será que isso tudo ė mesmo anseio em aceitar a felicidade?
Ou será que isso tudo ė mesmo receio em aceitar a realidade?

Raquel Núbia

Casa vazia

Olha essa casa assim vazia…
O corredor não leva pra nenhum lugar.
São paredes, portas e janelas.
É um abrigo que ainda não é lar.

Quando a noite cai ou chega o amanhecer,
a madrugada e a manhã vem num silêncio assustador.
E o vazio que preenche cada canto
me abraça calmamente com amor.

Se há risada, companhia, há alegria.
por alguns instantes cada canto é ocupado.
O relógio badala e grita que a hora passa.
É o brulho da felicidade é silenciado.

Em tanto espaço vivo num amontoado
e esse pouco é o que eu preciso e sempre quis.
Mas entra dia, vira noite e passa o tempo…
mais distante me parece o tal final feliz.

E nesse abrigo que ainda não é lar,
que é parede, porta e janela,
com corredor que não leva a nenhum lugar,
eu me convenço que a ausência do sorriso também pode ser bela.

Mas, olha essa casa assim vazia…

empty_room_by_mimose_stock

Raquel Núbia

 

Poema da Ausência

E gentilmente, não olhou pra trás.
E foi embora andando devagar.
E num repente a sua imagem eu perdi.
E o coração seguiu pulsando a lamentar.

A falta quando é sentida faz sofrer.
E a ausência percebida faz sentir,
Mesmo que sofrendo devagarzinho
Em silêncio escondendo o choro de cair.

Por se separar de uma parte tão latente,
O tempo contado não diminui a estranheza
E o dia segue cheio de vazio.
E o céu de chuva também mostra sua tristeza.

Fica tudo com um tom acizentado.
É um pesar que chega quando se permite,
Ausência que me faz tão pequenina.
Que torna até minha felicidade, triste.
art-creative-nature-photography-Favim.com-3911860
Raquel Núbia

Prato do dia

Olha esse gosto de felicidade
Que adentrou com tudo o meu paladar,
Desceu pela garganta
E se espalhou pelo corpo todo…
Nutrição melhor não há
Sustenta qualquer ser humano
Que saiba ser humano.
Felicidade de um
Motivo do amor do outro
Que se derrama no sorriso bobo
Que vem sem motivo
E qual motivo se precisa para ser feliz?
A felicidade é o motivo!
Ela me alimenta
É o prato principal
Do qual compartilho com quem mais estiver sentado à mesa.
E para aqueles que se levantaram… Ah, não tem problema… Outro dia vai chegar…
Enquanto eu vou servindo ao outro o que me mantém de pé… Tudo bem, não é por obrigação…
Tenho um estoque de felicidade… Que nunca vai faltar. E coloco à disposição de quem quiser, está servido!
Felicidade a vontade.
images (3)
Raquel Núbia

Verdades

Eu minto pra você
E você mente pra mim.
Você finge que sou eu quem você quer ter,
E eu finjo que está bom assim.

Você mente pra mim
E eu minto pra você.
Eu finjo que sou feliz e forte,
E você finge que não vê.

Eu minto pra você
E você mente pra mim.
Eu digo o que sonhei dizer,
Pra ouvir o que sonhei e seguimos assim.

Você mente pra mim
E eu minto pra você.
Fico na espera de um sim que não vou receber.
E você esperando que chegue enfim.

Eu minto pra você
E você mente pra mim.
Fingimos não entender
A dor que queima em cor carmim.

Bate no meu coração
O que apela em você.
Mentir um pro outro,
Porque é o que há pra fazer.

Se fosse em outro universo
Com toda certeza não seria assim.
Mas sendo tudo como é
Seguimos mentindo até o fim.

Se é que ele virá…

4
imagem: favim.com

Raquel Núbia

Positividade

Positividade
Hoje tá fácil.
Quanto ao amanhã eu não sei e não vou perder meu hoje me preocupando.
O que sei é do hoje e hoje tá tudo bem.
Já tô com aquela sensação de céu azul. Tô querendo sentir o cheiro do sal e abrir meus pulmões sujando o pé na areia.
Se eu pudesse partia agora pra esse lugar, mas tudo bem não poder.
Daqui a pouco chega a hora e enquanto isso eu vou esperando… Mas não esperando esperando e sim esperando vivendo e querendo viver de uma forma melhor, menos sofrida e mais feliz no melhor que posso.
Eu tô é querendo ler Paulo Coelho…
Querendo me sentir inspirada.
Colorir o que ainda está em brando e escrever o que ainda está só no pensamento.
Se der tempo, no meio de tudo isso, ainda me enrolo no edredom pra cochilar assistindo a um filme que até então eu nem sabia que existia.
E querer mais o que?
Eu enrolei a culpa e a cobrança em um trapo velho e amarrei dentro de um saco de pano.
Pra que tudo isso se não há motivo?
Pra que tanto pensamento vagando nessa cabeça?
Pois tratem de se quietar porque por mais que eu não tenha controle do que se passa lá fora, quem manda aqui dentro sou eu.

Raquel Núbia

Ser feliz ou ter dinheiro?

No momento social que vivemos hoje, a questão me parece ser somente essa: ser feliz ou ter dinheiro?
Trabalhamos dia após dia para garantirmos o suprimento de nossas necessidades básicas e trabalhamos mais um pouco buscando suprir outras necessidades nem tão básicas assim… Entretanto, nisso tudo há uma situação contraditória e mais comum do que deveria.
Passamos a maior parte dos nossos dias no trabalho, e quando temos tempo livre para desfrutarmos do que conseguimos com ele, estamos tão exaustos – física e psicologicamente – que não encontramos energia para fazer o que tínhamos planejado enquanto trabalhávamos…
Algumas vezes nos questionamos, outras temos certeza de que o melhor a fazer seria diminuir o ritmo, mudar de área, parar um pouco, mesmo que isso signifique que perderemos o poder de realização de algumas daquelas necessidades supérfulas que falei anteriormente… Mas o medo parece paralisante ao pensarmos nisso:
“E se eu precisar do dinheiro que ganho? E se houver uma emergência? E se eu conseguir um tempinho extra? Daqui uns meses eu tiro férias… Vou tirar uns dias de folga depois que entregar aquele trabalho importante”.
Será que realmente levamos a sério os nossos desejos?
Tudo passa e, por mais que soe clichê, ninguém é insubstituível…
Dessa forma nossos dias estão passando enquanto nos ocupamos cada vez mais hoje, planejando um futuro que não chega nunca. Nos entregamos às rotinas acreditando que somos vitais quando na verdade deixamos de lado coisas e pessoas que jamais nos substituiriam…

Ser feliz ou ter dinheiro
imagem encontrada na internet

Raquel Núbia