Relembrando: Temporal

Nesta crônica que publiquei há 2 anos, faço uma reflexão das possibilidades que cercam nossa vida… Afinal, é muito comum nos questionarmos sobre o que vamos fazer ou sobre o que deveríamos ter feito. Ter dúvidas sobre como prosseguir pode ser algo limitando e incapacitante ao mesmo tempo que pode nos estimular e guiar para o melhor caminho. Tudo vai depender de como vamos lidar com a situação.

Temporal
Imagem retirada da internet

“Às vezes fico pensando…
Será que quando chegamos no futuro e olhamos para trás, as coisas que fazemos hoje fazem sentido ou encontram alguma explicação?
Será qual a sensação de olhar a vida de agora lá do futuro?
Sempre me rodeia um receio de chegar nesse amanhã ainda distante e ao olhar pra trás ter o sentimento de fim de férias… Quando olhamos o tempo que passou e percebemos que não fizemos nem metade do que gostaríamos.
Me aterroriza o fantasma do “e se?”
“E se tivesse saído?
E se tivesse ficado?
E se tivesse terminado?
E se tivesse começado?
E se tivesse mudado?”
O futuro não espera e não se deixa ser previsto, parece nos observar lá da frente rindo dos nossos planos e decisões. Por isso o temor… Não do futuro em si, mas dos dias que até lá se tornarão passado e levarão consigo todas as decisões e caminhos vividos.
Por não se deixar tocar, o futuro não me pertencerá, será mesmo e apenas o resultado do que vivemos hoje.
Mas será mesmo e apenas?
E se não for?”

Raquel Núbia

Anúncios

Comedimento

Por que é tão difícil se manter firme em uma decisão quando se sabe tão claramente o que é certo e o que é errado?
E quem foi que disse o que é certo e o que não é?
Ah… essa mania de querer criar justificativa para o que não se justifica…
O que é errado não deixa de ser errado só porque de algum modo é ou foi bom.

Raquel Núbia

img1497620109082-01
Foto: Raquel Núbia. Tiradentes/MG