Da janela

Tenho visto a vida
Passar pela janela.
Tenho visto a manhã clarear
E tudo o que vem com ela.

Da janela eu vejo gente,
Vejo carros e vida a passar.
Cada um com seu destino,
Na pressa de seu caminhar.

Minhas horas, que hoje eu conto,
Passam de forma diferente.
É da janela que os ponteiros somam,
Ao passar de tanta gente.

Da janela eu vejo a tarde,
Que vira noite, impiedosa.
E depois são madrugadas
Que são sempre melindrosas.

Da janela eu observo,
Pois o que me cabe é solidão.
De acompanhada estar só
E ver bater fora de mim, meu coração.

Raquel Núbia

299AE43E-A8EC-4EB1-9451-1F5F22CA50A5.jpeg
Foto: Raquel Núbia

Tácito

Tem dia que o coração fica calado,
E cala também a vontade de querer.
E quando tudo fica assim, silenciado,
Acha difícil achar motivo pra bater.

O tempo pode roubar o que cuidamos,
E maquiar o sentimento tão bonito.
Mesmo calados, seguimos e esperamos,
Um outro dia, com mais palavras, menos aflito.

Uma atitude, derruba tudo em um rompante.
E nem mil palavras poderão recuperar.
Pois o que se perde em um só instante,
Pela mágoa causada, pode nunca mais voltar.

A noite traz o brilho da estrela lá no céu.
Mas em breve o sol é quem vai iluminar.
Então escrevo o meu silêncio no papel,
Para que ele não consiga me sufocar.

Rio das Ostas (1)-1.jpg
Foto: Raquel Núbia – Rio das Ostras/RJ

Raquel Núbia

Dia #1 – 30 DAY BLOG CHALLENGE

1

Meu nome é Raquel Núbia, sou mineira e apaixonada pelo meu estado. Tudo aqui me encanta… As paisagens, as cidades históricas (Tiradentes e São João Del Rei são dois dos meus lugares favoritos no mundo), a comida maravilhosa e tudo mais que existe por aqui.
Moro numa cidade do interior mas, aqui, trabalho no maior Complexo Oncológico de Minas Gerais como Psicóloga Organizacional responsável por todo o serviço de Recrutamento & Seleção da Instituição.
Sou graduada em Psicologia há quase 07 anos, mas atuo na área de Gestão de Pessoas há 10 anos e eu só tenho 29, ok? 😉 Também já fui professora do curso de Psicologia de um Centro Universitário e tive consultório particular (sendo esta uma área que sou apaixonada mas não encontro muito tempo para me dedicar).
Tenho no meu perfil do Facebook inúmeras páginas de gatos e esse sem sombra de dúvidas é meu pet favorito mas, no momento, não tenho nenhum animal de companhia, infelizmente.
Além de escrever, gosto muito de cantar e vez ou outra me apresento com uns amigos numa banda de rock que é meu estilo de música favorito, principalmente heavy metal e hard rock, mas nem por isso deixo de escutar Lana Del Rey… Angra, Elvis Presley e Dire Straits são minhas bandas/músicos favoritos. Além disso, ter um namorado baixista e que arrisca na guitarra também ajuda nessa cantoria toda.
Eu moro sozinha há um ano num apartamento que eu também montei todo sozinha e isso me orgulha muito. Acho que foi somente nesse processo que me descobri adulta de verdade e responsável por mim mesma. Tem sido muito bom, mas espero em breve receber minha melhor companhia pra dividir esse ap comigo *-*
Deixo um pouco de mim em cada produção que crio mas não me prendo somente à experiências pessoais para criar seja lá o que for. Sim, felizmente eu consigo criar algo do nada. Nada mesmo.
Basicamente, é isso…
Acredito que nos próximos 29 dias as outras informações desse desafio vão complementar essa introdução.

IMG_20170415_212710065
Foto com a resolução meio baixa, mas tá valendo

Abraços,

Raquel Núbia

Relembrando: “Sou eu”

“Sou eu quem a vida te deu
embrulhada pra presente.
Sou eu a bebida indigesta
que deixa o seu peito quente.
Sou eu indigesta surpresa
que você precisa engolir.
Sou eu que os seus medos de criança
não permitem deixar ir.”

Na íntegra:  https://raquelnubia.wordpress.com/?s=sou+eu

Sou eu
Foto: favim.com

Raquel Núbia

Choveu

Choveu.
Me encolhi.
E recolhi o que mostrava.
Silenciei palavras,
Guardei sorrisos,
Enquanto a água jorrava.

Choveu.
Me escondi.
E reneguei o que guardava.
Deixei lembranças
Na estrada torta
Por onde eu caminhava.

Choveu.
Me entristeci.
E calei o que se passava.
Nem a água,
Nem a chuva.
Sabiam o que eu pensava.

Choveu.
Permaneci.
E por dentro, atormentava.
Passado, presente, futuro
Na luta interna
Que batalhava.

Me encolhi, me escondendo.
Me entristeci, permanecendo.
Guardando pensamento outro que não só meu.

Da melancolia já conhecida.
Que vem de onde não há saída.
Que ninguém percebe senão eu:

Choveu.

IMG_20170319_153602
Foto: Raquel Núbia – Muriaé/MG

Raquel Núbia

Sou eu

SOU EU2

Sou eu quem domina seu riso,
o seu pensamento.
Sou eu quem invade o seu sonho,
o seu sofrimento.
Sou eu quem na sua memória
fá faz morada.
Sou eu quem te grita a realidade,
mesmo calada.

Sou eu quem você busca
por sentir sua exclusão.
Sou eu o caminho que trilha
por não ter atenção.
Sou eu a quem recorre
para se afirmar.
Sou eu quem você encontra
quando quer se espelhar.

Sou eu quem você culpa
por todo o seu fracasso.
Sou eu quem te deixa pra trás
quando aperta o passo.
Sou eu que te levanto
e que te faço cair.
Sou eu que te dou a migalha
que te faz sorrir.

Sou eu que a cada minuto
seco suas gotas de esperança.
Sou eu que te faz gritar
toda sua “confiança”.
Sou eu quem te faz pensar
que ainda é alguém.
Sou eu quem te responde
quando não te responde, você sabe bem.

Sou eu quem a vida te deu
embrulhada pra presente.
Sou eu a bebida indigesta
que deixa o seu peito quente.
Sou eu indigesta surpresa
que você precisa engolir.
Sou eu que os seus medos de criança
não permitem deixar ir.

E ao chegar a madrugada da noite escura,
você irá se perder e te fará exausta a procura.
Seu sono irá fugir e a insegurança te emaranhar,
Minha voz vívida em sua cabeça irá sussurrar:

“sou eu”

Raquel Núbia