Costume

alone-black-and-white-couple-in-love-dark-Favim.com-2824157

A gente se acostuma com a ausência
Se acostuma com a casa vazia.
A gente se acostuma com a falta
Com o dia a dia.

A gente se acostuma com as negativas
Se acostuma com o que não pode fazer.
A gente se acostuma com o distanciamento
Com o que não pode ter.

A gente se acostuma a caminhar longe
Se acostuma a não interagir.
A gente se acostuma a não demonstrar
A não se despedir.

A gente se acostuma a fingir sentimento
Se acostuma a fingir que não sente
A gente se acostuma a fingir que não vê
A fingir que não mente.

A gente se acostuma a não poder tocar
Se acostuma a ignorar a necessidade
Só não se acostuma com a ideia
De que viver uma vida certa,
Devido aos olhos alheios,
Não possa ser verdade.

Raquel Núbia

Anúncios

Poema da Ausência

E gentilmente, não olhou pra trás.
E foi embora andando devagar.
E num repente a sua imagem eu perdi.
E o coração seguiu pulsando a lamentar.

A falta quando é sentida faz sofrer.
E a ausência percebida faz sentir,
Mesmo que sofrendo devagarzinho
Em silêncio escondendo o choro de cair.

Por se separar de uma parte tão latente,
O tempo contado não diminui a estranheza
E o dia segue cheio de vazio.
E o céu de chuva também mostra sua tristeza.

Fica tudo com um tom acizentado.
É um pesar que chega quando se permite,
Ausência que me faz tão pequenina.
Que torna até minha felicidade, triste.
art-creative-nature-photography-Favim.com-3911860
Raquel Núbia