“Ponto&Vírgula” – Post 02

Postei essa reflexão ontem no meu stories no Instagram e como tive muita resposta lá, achei que seria válido publicar aqui também:

É preciso ter sabedoria para filtrar tudo o que ouvimos.
O que as pessoas nos dizem e a forma como falam dos outros nos diz muito sobre elas mesmas, pois o discurso de uma pessoa geralmente vem carregado daquilo que a pessoa traz dentro de si. Por isso é preciso ficar atento.
Aqueles que somente julgam, falam mal de outras pessoas e apontam defeitos sem intenção de melhoria, estão sinalizando sua essência na forma de se comunicar.
Se elas não tem pudor de falar dessa forma com você sobre outras pessoas, certamente não terão pudor de falar DE você para os outros.
Então, preserve sua saúde mental e fique SEMPRE atento ao QUE você diz e a COMO diz e mantenha atenção ao que você escuta e permite entrar na sua vida.

Imagem2

Abraços,
Raquel Núbia

 

 

Anúncios

Mau humor x Tristeza

Há uma considerável diferença entre mau humor e tristeza, tanto aos olhos de quem vê quanto ao coração de quem sente… Como poderia alguém confundir um com o outro?

Talvez, para um observador externo, seja mais fácil aceitar que uma pessoa esteja mau humorada porque dessa forma, de quem mais seria a responsabilidade senão dela mesma? Afinal, de quem é a culpa por uma pessoa sentir raiva do mundo e não encontrar motivos nem para devolver um cordial ‘bom dia’?

Já para esse mesmo observador, se a pessoa está triste, aí vem um incômodo… Relacionado diretamente ao não saber o que fazer. Entretanto, até mesmo esse não saber pode estar embutido atrás de uma desculpa para não tocar no desconhecido e não se envolver, pois uma vez que você não olha, não vê. E se não vê, não é verdade.

Mau Humor

Será que alguma vez, nós observadores, já nos perguntamos como essas pessoas tristes se sentem quando rotuladas de outra forma? Quando tem sua tristeza negada?

A dor que sentimos é só nossa não cabe a mais ninguém tomá-la para si, mas será que devemos mesmo fechar nossos olhos e esperar que passe e preencher o vazio dos outros com outras coisas vazias?

O que mais seria uma prova de amor do que escutar e acolher a tristeza do outro, seja lá por qual motivo for e se essa pessoa não nos der motivo, não significa que este é inexistente e sim que a dor é tão profunda que não permite aos olhos da alma enxergar o problema.

Que fiquemos atentos!

Raquel Núbia