Esperar esperando x Esperar fazendo

Como é que funciona mesmo esse negócio de “esperar fazendo e não esperou esperando”?
Sabe? Essa coisa de não ficar parado, mesmo que o que desejamos não esteja já em nossas mãos, mesmo que não saibamos quando vamos ter o que queremos, o que buscamos… Essa máxima de ir se dedicando a outras coisas enquanto as COISAS não acontecem.
Tenho tentado ser bem adepta do “fazer o melhor onde estou, como estou e com o que tenho”, mas sinto que tem hora que não dá, tem hora que a espera, em si, é paralisante, limitante e “esperar fazendo” se torna algo possível.
Há ainda aqueles que dizem que o ideal é simplesmente não esperar nada, pois o que tiver que acontecer, acontece quando for a hora, mas o que houve com aquela história de que “quem sabe faz a hora, não espera acontecer”?
Eu acredito que só o fato de não esperar nada já é uma espera, afinal, eu espero não esperar mas, no fim, acabo esperando de qualquer forma.
E assim o corpo vai pagando o preço pelas provas que a mente inventa.
Seria simples se não fosse a invenção que fizemos de ter a mania de sentir.

Raquel Núbia

Foto: @eubrunolopez

Abraço de urso

Pensamento recorrente esses dias… Tenho percebido que algumas pessoas preferem um sorriso falso à uma expressão verdadeira: seja simpático, seja agradável, seja leve, ainda que seja mentira – parece que esse é o mantra atual. A falta de honestidade com os sentimentos das pessoas chegou a um nível em que as palavras são ditas sem significar nada. O “conte comigo” se tornou tão banal como o “bom dia”. O “tudo bem?” virou frase automática sem nenhuma intenção de ter resposta. E a gente, que ainda pensa nisso, que ainda dá peso ao que fala, é considerado grosseiro, fechado e etc, apenas pela intenção de respeitar o nosso momento e o momento do outro, pois se eu não puder te ajudar, eu não vou falar “conte comigo”, se eu não puder lidar com sua resposta, eu não vou perguntar se tá tudo bem. Certamente eu vou substituir essas perguntas por outras que não vão criar em você a expectativa de uma presença que não será real. Todo mundo está lutando sua próprias batalhas e cada um sabe o peso de suas vitórias e derrotas. Então tudo bem se voltar pra si mesmo. A falta de honra está na atitude que você toma e que faz parecer que é pelo bem do outro quando, na verdade, é apenas para que você se sinta bem com você mesmo, com a mente tranquila por ter se disponibilizado, quando na verdade você nunca teve a intenção de estar realmente presente.
Você já parou pra pensar nisso? Existem pessoas que nos tem como modelos, como referências e que colocam peso no que dizemos, por isso essa reflexão.
Observe. Observe sempre, pois você pode estar exigindo do outro algo que ele não é capaz de te dar, e essa exigência pode forçar um comportamento mentiroso, apenas para que você fique satisfeito, ainda que às custas do sentimento e fingimento do outro.
Você não precisa ser a salvação do mundo, mas quando se propor a ser o amparo de alguém, SEJA, mas seja genuíno.

Raquel Núbia

Foto: @raquel__nubia

Stories da Semana (16 a 23/04)

Com apenas uma semana de atraso… Postei na página do Verba Volant e me esqueci de postar aqui! Sabe como é… A vida real está tomando bastante o meu tempo 😉 Resumo dos stories publicados no meu perfil no Instagram. Para saber mais, basta seguir: @raquelnubiaofficial.

Renovação!

Aproveito o clima de renovação do fim de ano para apresentar o novo layout do meu blog literário, Verba Volant.
Para o próximo ano planejo manter as postagens literárias, que é o foco principal do site, mas penso em ampliar um pouco o conteúdo com a inserção de uma #coluna sobre saúde mental onde quero compartilhar um pouco das minhas experiências como profissional e como paciente, utilizando os recursos literários para abordar o tema com leveza e propriedade.
O que acham?
A mudança do layout deste meu espaço era um desejo de meses… E fico imensamente feliz em ver sua concretização.
Caso tenham alguma sugestão, deixem nos comentários ou entrem em contato comigo.
Deixo ainda o link para a fanpage do Blog no facebook e no menu ao lado, está o link para o meu perfil no Instagram, onde também compartilho meu conteúdo além de vários outros.

Boas festas a todos vocês que tem me acompanhado! Seguiremos juntos!

Imagem1
Raquel Núbia. Foto: Leandro Olvieira – Barra de São João/RJ

Instagram

Queridos leitores, para facilitar nossa interação e levar ainda mais palavras ao vento, criei um perfil no Instagram onde vou compartilhar também produções do blog. Então, não perca a oportunidade de ter acesso a mais conteúdo do Verba Volant… Me procure por lá e me segue, basta clicar aqui!

IG