Reserva

Quem sou eu senão apenas mais um?
O que sou eu senão um lugar comum?
Como me enxerga aquele que não me vê?
Como me ouve somente quando escuta para esquecer?

Quem sou eu senão quem conserta o futuro?
O que sou eu senão um lugar seguro?
Como me chama quando sou o único nome a dizer?
Como me esquece quando o outro que responder?

Quem sou eu senão o consolo quando há tristeza?
O que sou eu senão os olhos que não veem beleza?
Como me lembra quando a minha voz se cala?
Como me deixa quando a verdade fala?

Quem sou eu quando isso é tudo o que posso ser?
O que sou eu quando sei de tudo o que não vou ter?
Como me afasto do que me mantém vivendo?
Como me impedir se o que me traz vida não sabe que, em vida, estou morrendo?

Raquel Núbia

img_5156
Foto: @eubrunolopez

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s