Você tem valor

Uma das coisas mais importantes que devemos saber de nós mesmos é o nosso valor, o quanto valemos, o quanto somos importantes e bons, independente do reconhecimento que vem de fora. Nesse momento não sei dizer exatamente se isso se encaixa em ter autoestima, porque o que quero dizer é de sabermos o que e quem somos mesmo quando todo o mundo tenta nos convencer do contrário, quanto tudo e todos nos questionam.
O reconhecimento é uma das grandes fontes de estímulo para nos sentirmos motivados, a falta dele pode nos impactar grandemente, principalmente quando o desdém, o questionamento vem de onde achávamos que teríamos apoio e gratidão.
Quando o mundo ao redor zomba de nós e nos mostra pela força e autoridade do poder que, aos seus olhos, não temos sangue nobre, que nos misturamos à mesma categoria daqueles que são comuns, medianos, ainda que nossos resultados e comportamentos mostrem o contrário, nesse momento precisamos nos recordar que temos valor, que somos preciosos.
Em resumo, sem palavras bonitas, existe muita gente ruim no mundo, sem ética e inseguras, que precisam se provar pela diminuição do outro, pelo “crescimento” de qualquer jeito ainda que custe a paz ou o bem estar do outro.
Essas pessoas tendem a sugar nossa energia, nos fazer questionar nossa jornada, nossa vontade de continuar, trazem o sentimento de aprisionamento e subjugação por nem sempre encontramos saídas ou opções que nos tirem de onde estamos e assim ficamos sujeitos ao querer de quem não tem limites para o que deseja.
Nessa hora precisamos entoar um mantra constante até que possamos reaprender e acreditar novamente que o que sentimos é prioridade, que o que fazemos é importante e que nós somos joias raras e que, ainda que não nos seja dado, o tratamento condizente por terceiros, nós precisamos nos tratar de acordo com o valor que temos.

Raquel Núbia

2019-09-05
Foto: Raquel Núbia. Muriaé/MG

2 comentários em “Você tem valor

  1. É verdade. Há pessoas que são tão pobres de espírito que precisam ver o que há supostamente de ruim nas outras para enxergar o que há hipoteticamente de bom nelas.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s