Suspiro

Para ler ouvindo a música “Holding back the fire – Bittencourt Project” – video no final do post

Tem coisas que marcam a gente de um jeito que impressiona…
ÀS vezes é um cheiro, uma cor, uma música, um dia frio ou nublado… Pode ser tudo e nada, qualquer coisa.
Algumas coisas funcionam como um portal na vida da gente e assim que chegamos perto deles, entramos num caminho que nos leva direto pra muito longe ou até mesmo pra perto, não importa. O que importa é que esse portal nos transporta pra onde mora uma lembrança.
Uma lembrança viva ou guardada mas que se recupera assim que temos contato com esse estímulo.
Vez ou outra eu me pego vagando fora de mim quando me deparo com essas saudades que a gente desconhece. Em alguns momentos, nem mesmo se pode nomear como saudade, pois existem sentimentos e sensações que a gente não sabe definir.
Repentinamente a gente se preenche de um vazio, uma falta sem identificação, advinda de uma necessidade sem justificativa, sem necessariamente ser uma queixa do presente ou uma insatisfação sentida plenamente.
Se angústia é aquele sentimento que não pode ser nomeado, talvez então seja isso.
Apenas a percepção da sensação de estarmos perdidos dentro da própria vida, num mundo tão grande e num tempo tão extenso em que não conseguimos enxergar a finitude do que já vivemos e, ao mesmo tempo, sentimos latente a certeza de que sermos findos é a única e total certeza.

Raquel Núbia

IMG_20180203_110036042_HDR
Raquel Núbia. Foto: Leandro Oliveira – Muriaé/MG
Anúncios

8 comentários em “Suspiro

  1. É isso mesmo.
    E eu digo assim:

    LIBERDADE DA MENTE

    Posso ir onde quiser,
    Estar onde desejar,
    Pensar sem preconceito,
    Fazer o que me der na teia.
    Estar com quem, assim desejar…
    Respeitando os fiéis princípios,
    Contidos no meu superego,
    De não deixar me dominar,
    Pela libertinagem.
    Voar, Voar… Pra onde
    os pensamentos libertos
    me levar…
    Na mente, os sonhos ardentes,
    poder pensar!
    Sonhar os meus sonhos
    e acolhê-los, sem preconceitos
    Navegando nos mais lindos
    Sonhos, da livre LIBERDADE!
    (Todos os direitos reservados a: Rita Cidreira)
    Abraço!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s