DIA #11 – 30 DAY CELEBRATION

17

A felicidade é rara… Mas às vezes se esconde na simplicidade das coisas e por isso temos certa dificuldade para encontrá-la. Tenho a agradecer, pois os momentos felizes são muitos para recordar e espero que ainda sejam muitos para viver.
Geralmente as pessoas dizem que nos lembramos mais dos momentos difíceis e que esquecemos os momentos bons, que as atribulações nos marcam mais e que, mesmo que possamos vivenciar um longo período de bonança, ele é esquecido frente a primeira dificuldade.
Com a oportunidade de criar a lista para responder ao item de hoje, proponho que você faça o mesmo. Dedique algum tempo para se lembrar dos momentos que te fizeram sorrir ou chorar de emoção. Anote-os. Guarde-os com você como um lembrete de que a vida pode ser dura, mas também pode ser doce.

– Graduação da faculdade
Depois de 5 anos, que conquista! Muito mais do que encerrar minha primeira formação acadêmica, foi o momento de encerrar uma fase inteira da minha vida. Com um final um tanto quanto atribulado, esse período me trouxe muitos aprendizados e a noite do dia 21 de dezembro de 2010 foi uma, se não a mais feliz da minha vida. E tudo vai muito além do diploma.

– Aprovação na seleção para docência
Tamanha satisfação em conquistar algo pelo esforço e mérito próprio. A aprovação para lecionar aos alunos do curso de Psicologia do mesmo Centro Universitário onde me graduei veio em uma hora em que eu precisava me provar, precisava provar a mim mesmo que meu valor era independente do vínculo com outra pessoa. E assim foi. Uma experiência maravilhosa. Um dos telefonemas mais esperados…

– Show do Angra
Outubro de 2008. Felicidade sem tamanho ao assistir de perto minha banda favorita tocar. A relação de fã é realmente algo difícil de traduzir, mas quem admira alguém pela sua arte sabe bem como é.

– Meu primeiro apartamento
Após finalizar a visita ao apartamento junto da minha mãe e do meu namorado e verificar que aquele espaço me serviria, seria meu e abrigaria a mim e à minha independência que gritava pela primeira vez em anos, a sensação não poderia ser outra a não ser felicidade genuína. Novamente a representação material de algo muito mais profundo, que ninguém poderia tirar de mim.

– O amor fraterno
Minha relação com meu irmão mais velho me proporciona infinitas oportunidades de me sentir feliz e muito além, de me sentir protegida, acolhida e amparada. Dos mais simples gestos até os maiores. Da timidez de uma mensagem a uma preocupação expressa em uma ligação. Muitas memórias e a certeza de um amor fiel.

– Meu primeiro carro
Algo parecido com a sensação do primeiro apartamento… Leia-se o mesmo motivo.

– Meu primeiro emprego
Aqui foi algo parecido com minha aprovação na seleção para docência… Leia-se também o mesmo motivo.

– Presente no aniversário de 08 anos
Essa felicidade foi do tipo mais inocente que se pode sentir. Eu queria muito todos os móveis da casinha da Barbie, que era minha boneca favorita na infância, e quando fiz 08 anos ganhei todos eles da minha mãe! Tenho tudo guardado até hoje ❤

– Picolé depois da aula
Outro tipo de felicidade genuína era sair da escola quando estava na segunda série e encontrar minha mãe. A escola ficava muito próxima ao ponto de ônibus e nesse ponto tinha uma senhor com um carrinho de picolé. Todo dia, religiosamente era uma picolé pra minha mãe e um picolé pra mim, de limão geralmente e isso bastava para me fazer feliz.

– Gravidez de uma amiga
Cresci numa família com muitos primos e primas, mas depois de adulta não tenho mais um contato tão próximo com eles. Isso fez com que eu não acompanhasse de perto a construção das famílias, filhos e etc. Quando em 2015 uma colega de trabalho e amiga me contou que estava grávida fiquei muito empolgada! Por ela, pelo esposo dela e por poder estar perto de alguém querido em um momento especial como esse.

Poderia descrever muitos outros momentos… Mas esse post já ficou muito grande.
vale ressaltar também que a ordem em que esses fatos aparecem não são necessariamente a ordem de importância que eles tem pra mim, pois isso seria impossível.

Abraço,
Raquel Núbia

IMG_20170108_144954
Raquel Núbia. Foto: Leandro Oliveira – Petrópolis/RJ

 

Anúncios

4 comentários em “DIA #11 – 30 DAY CELEBRATION

  1. Bom dia adorável pecadora!! ✿。◕‿◕。❀
    A vida é difícil, viver dia a dia não é simples. Nossos caminhos não são feitos de pétalas de rosas e os obstáculos não são fáceis de serem transpostos. Por isso mesmo, cada pequena conquista é significativa, cada avanço é especial e cada pequeno detalhe deve ser amplamente festejado. Impossível para mim ler-te e não me recordar de Carlos Drummond de Andrade em seu poema ‘Síntese da Felicidade’, onde resume o que lhe é caro, o que lhe é importante e o faz feliz. 。◕‿◕。
    Creio que a felicidade está onde a colocamos. Normalmente ela está dentro de nós e, só a nós compete libertá-la e vivê-la. São as coisas mais simples da vida que nos dão bem estar e alegrias.
    Que a nossa semana seja leve e serena, cheia de bons sentimentos e pensamentos.
    Beijos de café com bombom!! ☕☕

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s