O mentiroso

Me desculpe se sou a portadora de más notícias, se após ler esta crônica escrita as pressas sua visão de mundo ficará menos sonhadora e mais pessimista, mas preciso contar-lhe uma verdade: Michael Jackson mentiu para você.
Você se lembra de uma certa vez que ele te disse:
“Você não está sozinho, eu estou aqui com você. Mesmo que você esteja longe, eu vim para ficar. Você não está sozinho, eu estou aqui com você. Mesmo estando separados, você está sempre no meu coração. Você não está sozinho.”
Pois então: Liar, liar, pants on fire!

“Você não está sozinho, eu estou aqui com você”
Sim. Você e eu e todos os demais estamos sim sozinhos. Os outros que estão aqui para ficar, estão somente até o ponto e vírgula que separa o que nós precisamos e o que eles estão dispostos a dar. Tudo isso junto ao sentimento irrefutável de que se qualquer pessoa fez algo por você, ela cobrará mais tarde, mesmo que seja numa frase solta apenas para “reforçar” que não está esperando nada em troca.

“Mesmo que você esteja longe, eu vim para ficar.”
Não. Elas não estão para ficar. Acredito até que a permanência realmente seja o desejo delas e que, em algum momento, elas realmente tiveram fé de que isso aconteceria. Mas, não se engane, as pessoas sempre vão partir.

“Você não está sozinho, eu estou aqui com você.”
Volte ao segundo parágrafo.

“Mesmo estando separados, você está sempre no meu coração.”
Qual o tamanho da conveniência de quem te ama “separado” mas dentro do coração? Nosso mundo atual criou a melhor forma de amar. Aquela que se limita ao “estou longe mas estou aqui, se precisar de mim, me chame”. Sabe, eu não preciso que me levem nos corações. Seria bem melhor se esse lugar no coração fosse expresso em atitudes e que a distância da separação não fosse encarada como algo definitivo consertado por um espaço fictício dentro de um orgão que bombeia sangue.

“Você não está sozinho.”
Sim. Você está, meu caro.
Por isso ame, se importe, se doe, seja caridoso, faça o bem, lute por alguém… Mas sem jamais se esquecer de que o nosso rei do pop nos pregou uma peça e vem cantando repetidamente uma mentira grotesca em nossos ouvidos carentes e sedentos por um porto seguro.

Ao contrário do que costumamos dizer, essa é uma mentira que não tem perna curta. Mas eu te empresto a minha tesoura para que hoje, após ler minhas palavras azedas, você corte esse mal pela raiz.

Raquel Núbia

PICT0016(2)
Foto: Raquel Núbia
Anúncios

10 comentários em “O mentiroso

  1. Eu acredito que ele mentiu. Eu também concordo com seu post.
    .
    Mas fica uma dúvida… Até que ponto Michael, sem falar do Prince… uns cara que morreu usando coisa que faz sonhar, sabe alguma coisa sobre realidade?
    .
    É um lance triste, tipo ouça os Beatles, mas não acredite neles. Caso alguém não saiba, os Beatles na época deles; fizeram um geração inteira entrar em parafuso quando se separaram.
    .
    Eu fico e acredito é naquela música do Manu Chao:
    .
    Todo és mentira neste mondo todo és mentira la verdad. Mentira el calor, mentira el sabor, mentira el dolor… Mentira manda. Mentira comanda…
    .
    Até a luz que ilumina os meus olhos mente.
    .
    A minha memória seletiva mente.
    .
    Mais vale um post escrito a mão, ou um risco no papel que a memória mais fidedigna.

    Abs!

    Parabéns pelo post.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Concordo contigo, Raquel! E recordo e te digo que talvez nem tenha sido essa a intenção do Rei do Pop na canção. Mas quando cantou: He told a whopper and everyone believed it (ele contou uma tremenda mentira e todo mundo acreditou)

    🎶Estamos completamente a sós🎶 como eu me sentia, de forma comprovada, o tempo inteiro, durante a minha cantoria desafinada no chuveiro… 🤗🚿

    https://paulomarcelobraga.wordpress.com/2017/07/26/🎶were-all-alone

    Obrigado, por teres me avisado da essência solidária de tal coincidência solitária existente na publicação da gente. Um abração! ❣️

    Curtido por 1 pessoa

  3. Logo que li o texto veio à memória uma música de La Lupe, que conheci através da belíssima voz de Filipe Catto, trecho:

    “Teatro…
    lo tuyo es puro teatro
    falsedad bien ensayada
    estudiado simulacro
    Fue tu mejor actuacion
    Destrozar mi corazon
    y hoy que me lloras de veras
    Recuerdo tu simulacro
    Perdona que no te crea
    me parece que es teatro…”

    No fim das contas, no derradeiro momento…tem-se a si mesmo, apenas. E olhe lá! Vale conscientizar-se disso e saborear os contatos já considerando essa possibilidade, prevendo seus fins! Que as boas trocas, ainda que sujeitas à efemeridade, reverberem em crescimento!!!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s