Dia #5 – 30 DAY BLOG CHALLENGE

5

Fui criada em uma família evangélica, frequentei desde pequena os cultos e atividades da igreja e fui frequente até a adolescência. Nessa fase percebi que não precisava estar dentro da igreja para ter Deus dentro de mim apesar de concordar que fazer parte de uma congregação que compartilha das mesmas crenças que você, ajuda nessa aproximação.
Na verdade acredito que o que fez com que eu deixasse de frequentar a igreja com regularidade naquela época foi o fato de que quase tudo era realizado em grupo, que eram quase sempre divididos por faixa etária e aí estão dois complicadores pra mim.
Primeiro, atividades sempre em grupo, sem muita atenção à individualidade do sujeito (Psicóloga, lembra?)
Segundo, é clichê, mas sempre me achei mais desenvolvida do que as crianças da minha idade então costumava achar grande parte das coisas um pouco chatas porque sempre queria estar no grupo a frente ao meu.
A crença em um Deus que enviou seu filho como meu salvador, possibilitando a minha redenção dos pecados é algo muito forte pra mim e em mim.
Mas, ainda assim, consigo compreender as escolhas das pessoas em se tratando de religião, até porque eu não sigo nenhuma ao pé da letra no que se refere a estar congregada a alguma entidade.
Sinceramente, acredito que algumas dessa entidades são utilizadas mais para doutrinação das massas do que para outra coisa, mas essa é uma opinião pessoal, assim como achar que não adianta nada ir ao culto ou a missa todo domingo ou outro dia e não praticar na vida o que ouve vindo da bíblia (no caso do cristianismo).
Ou seja, religião? Não tenho nenhuma. O que eu tenho é a crença no Deus salvador e muita fé nEle.

DSC02371
Foto: Raquel Núbia – São João Del Rei/MG

Abraços,

Raquel Núbia

8 respostas para “Dia #5 – 30 DAY BLOG CHALLENGE”

  1. Fico feliz em ler uma declaração assim. Também nasci em uma família cristã e tive como meu maior amigo um Padre, sim Padre Fernando soube não só me ensinar a religiosidade como defender perante os católicos a minha forma de ver Deus.
    Ele foi o primeiro sacerdote a perceber essa necessidade que eu tinha de aprofundar-me nessa busca, uma busca que para muitos acreditavam que em minha visão era abstrata quando na realidade era muito mais sagrada e profunda.
    Hoje já trilhado por vários quilômetros e por várias visões sobre o Deus criador me aporto e me conforto com tudo aquilo que sou e agradeço sempre da forma mais simples que há, peço a Deus que proteja sempre a todos que estejam ao meu entorno pois se eles estiverem em equilíbrio, eu estarei em plenitude. =)

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s