Um dia

Um dia me chamaram para ser feliz
Adornei meu coração com flores de esperança.
Numa nova mala coloquei meus medos de criança
E parti em busca desse bem querer.

Mas as flores murcharam,
A mala se abriu,
O arco íris sumiu
E não mais me chamaram.

Um dia senti que andava só.
Limpei meu coração dos adornos desbotados.
Abri a mala antiga de sentimentos guardados
E quis, por uma vez, sentir que era mais.

O desbotado virou cor
O que era mais apareceu,
O que guardado esmaeceu
E o andar sozinho virou dor.

Um dia me chamaram para ser feliz.
Adornei meu coração com flores de amor.
Numa mala grande coloquei meus medos, meu ardor
E parti em busca desse bem me quer.

um dia

Raquel Núbia

2 respostas para “Um dia”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s