A volta

O sol escurece,
A noite enegrece,
E a madrugada fica mais fria.

Os segundos se tornam minutos,
Os minutos se tornam horas
E as horas se tornam dias.

Sem ao menos perceber,
É criado um casulo,
De onde não se consegue sair.

Já não há mais amigos,
Família ou inimigos.
Já não há mais querer,
Vontade ou fazer.

Há apenas um vácuo,
Um calor tão frio,
Que preenche de nada
Esse enorme vazio.

Uma luz se ilumina
No inesperado.
Após tantos pedidos,
O resgate é chegado.

E em meio a trevas,
Tormentas e escuridão,
Encontra-se uma boia,
A salvação.

Um cobertor começa a aquecer,
Aos poucos o sangue volta a correr.
Os olhos retomam um fio de brilhar,
A vontade aparece, também o desejar.

As águas revoltas ficam na lembrança,
Se tornam bagagem, memórias, distância.

Passo por passo os laços voltam,
A cada vez sentimentos retornam.
Passo por passo o caminho é refeito.
Bons e ruins, perfeitos, imperfeitos.

A cada dia uma nova chance,
E a decisão de continuar,
Mesmo que a ida seja involuntária,
A melhor parte de ir é voltar…

tumblr_static_digital-art-tumblr

Raquel Núbia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s